20.9.17

Benefícios da folha de figueira

Benefícios do chá de folha de figueira

A folha de figueira provém de uma árvore lenhosa cujo nome cientifico é Ficus carica, que pertence à família das Moraceae. O seu fruto o figo é bem conhecido, não só pelo seu sabor e textura peculiares, como pelas suas imensas qualidades: Benefícios dos figos para a saúde.
Mas hoje vamos mesmo é falar nas folhas, que têm qualidades que são desconhecidas de muitos. As folhas de figueira contém propriedades cicatrizantes, calmantes, emolientes, tonificantes e levemente laxantes, que podem auxiliar no tratamento de diversas doenças respiratórias, problemas de pele

Propriedades e benefícios das folhas de figueira


Melhoram o estado de algumas doenças respiratórias: A infusão de folha de figueira é recomendada a quem sofre de asma, bronquite e outras doenças respiratorias.

Benefícios das folhas de figueira para os diabéticos: As folhas de figueira reduzem a quantidade de insulina necessária a doentes com diabetes, elas possuem propriedades hipoglicemiantes que permitem reduzir a administração desta substancia.

Reduzem a pressão arterial: As folhas de figueira possuem potássio, um mineral que ajuda a regular a pressão sanguínea e a prevenir a hipertensão.

Ajuda a emagrecer: Como já aqui foi referido o chá de folha de figueira contribui no controle da glicémia e quando a insulina está controlada há um menor acumulo de gordura e controla-se melhor a compulsão alimentar.

Reduzem os níveis dos triglicéridos: Quando consumidas regularmente as folhas de figueira ajudam a reduzir os níveis dos triglicéridos, previnem a obesidade e reduzem as hipóteses de vir a sofrer de enfarte e derrame.

Contra verrugas e calos: Tradicionalmente é aplicada a seiva das folhas ou do figo fresco sobre os calos e verrugas. Este tratamento foi aprovado por um estudo publicado em 2007  no International Journal Of Dermatology, que referiu que é um método seguro e rápido.

Alivia as dores de dentes: O método é parecido com o anterior, ou seja aplica-se umas gotas da seiva das folhas sobre os dentes afectados.

Reduz as dores de garganta: Triture algumas folhas e talos de folhas de figueira, coloque-as numa compressa e aplique-a sobre a garganta inflamada. Este procedimento também ajuda a recuperar feridas da pele.

Como fazer a infusão de folha de figueira


Infusão para doenças respiratórias, tosse, resfriados e gripes, dor de garganta e excesso de muco. Vai necessitar de:
1 figo
1 colher de folhas de figueira secas
250 ml de água mineral
Leve a água a ferver, quando esta levantar fervura, desligue o fogo, acrescente o figo seco e as folhas de figueira secas. Tape o recipiente e deixe a infusão descansar por 5 minutos. Coe e beba adoçado com mel ou simples.

Infusão de folhas de figueira destinada aos diabetes, emagrecimento, triglicéridos e hipertensão. Vai necessitar de:
4 a 5 folhas de figueira
250 ml de água mineral
Leve a água a ferver, quando ela levantar fervura acrescente as folhas de figueira e deixe a ferver em lume brando por 15 minutos. Tape e deixe a descansar por mais 15 minutos. Coe a infusão e tome-a de manhã antes da primeira refeição.
Se for do seu agrado pode adoçar com mel, salvo nos casos de diabetes.
14.9.17

Benefícios das pêras para a saúde

Benefícios das pêras na saúde

As pêras são considerados dos frutos mais saudáveis, destacam-se pelas suas propriedades antibacterianas, anti cancerígenas, anti alérgicas.
Possuem uma grande quantidade de nutrientes importantes à saúde, onde se enquadra um alto teor de fibras, minerais e vitaminas, tais como a vitamina B2, C e E.

Principais propriedades e benefícios das pêras


Previne doenças cardiovasculares: Comer uma pêra por dia, pode reduzir para metade as probabilidades de sofrer um AVC (Acidente vascular cerebral), isto segundo um estudo que envolveu aproximadamente 20000 pessoas, por um período superior a 10 décadas, realizado na Holanda e publicado no Journal of the American Heart Association. De acordo com este mesmo estudo, as maçãs e outros frutos e vegetais de polpa branca logram do mesmo proveito. (Benefícios das maçãs)

São um bom auxilio nas dietas de intolerância alimentar: As pêras são um dos alimentos com menos possibilidades de causar alergias e por tal são indicadas nas dietas de quem sofre de intolerância alimentar. São igualmente indicadas na alimentação de bebés.

As pêras propiciam a resistência a diversas doenças: Possuem um bom teor de vitamina C, um antioxidante que estimula o sistema imunitário, ajuda a eliminar os radicais livres acumulados no organismo e consequentemente promove a resistência a várias doenças como as infecções e as doenças degenerativas. São uma excelente fonte de ácido hidroxicinâmicos, que actuam como anti oxidantes capazes de bloquear certos agentes cancerígenos.

Diminuem a queda do cabelo: A pêra contém antioxidantes, que intensificam as reacções enzimáticas que auxiliam na prevenção da queda de cabelo

Controlam a diabetes e a pressão alta: As pêras são óptimas para quem sofre de diabetes, elas possuem um baixo índice glicémico, por tal aumentam pouco o açúcar no sangue.
Contribuem também na redução da pressão alta, este benefício deve-se às suas propriedades vasodilatadores que melhoram o fluxo da circulação sanguínea.

Mantêm o intestino saudável: Quando comida com casca a pêra apoia a saúde digestiva, ela é rica em fibras estimula a produção de sucos gástricos e digestivos, aumenta o volume das fezes e facilita a passagem das mesmas através do cólon.

Curiosidades sobre as pêras


A pêra quando madura, tende a absorver os cheiros que a rodeiam, por tal não é aconselhável mantê-la próxima a alimentos de aromas intensos.

No acto da compra escolha as pêras de aspecto consistente, com a pele lisa, sem manchas e sem contusões. de forma a permitir conservá-las por mais uns dias.

Evite armazenar as pêras em sacos plásticos, eles limitam a exposição do fruto ao oxigénio e favorecerá o aceleramento da maturação e a uma degradação rápida. Caso pretenda favorecer o amadurecimento equilibrado das pêras coloque-as num saco de papel.
7.9.17

Benefícios do tamarindo

Propriedades e benefícios do tamarindo `saúde

O tamarindo é uma vagem alongada que varia dos 5 cm aos 15 cm de comprimento. Possui uma casca dura e quebradiça, que guarda no seu interior 3 a 8 sementes duras revestidas por uma deliciosa polpa agridoce. 100 gr dessa polpa contém aproximadamente 272 calorias, 54 mg de cálcio, 108 ml de fosforo, 1 mg de ferro. Além disso o tamarindo apresenta uma quantidade significativa de fibras, de vitaminas C, E e do complexo B, entre outros nutrientes importantes à saúde.

Alguns estudos têm apontado várias actividades farmacológicas, entre elas a acção anti inflamatória, anti oxidante e analgésica, todas estas actividades actuam no nosso corpo de diversas formas, veja aqui abaixo algumas delas:

Principais propriedades e benefícios do tamarindo


Previne a anemia: O tamarindo é rico em ferro e outros elementos que auxiliam na prevenção e tratamento da anemia. Uma porção do fruto pode fornecer mais de 10% da necessidade diária de ferro. Uma fonte saudável deste mineral garante a contagem de glóbulos vermelhos adequados ao organismo e desta forma permitir uma melhor oxigenação de vários músculos e órgãos, onde se inclui o coração.

Estimula o sistema imunológico: O fruto contém propriedades antioxidantes e detém vitamina C, que ajudam o organismo a defender-se de diversas agressões provocadas por microorganismos patogénicos ou outros elementos estranhos.

Reduz a inflamação: Como já foi referido o tamarindo possui acção anti inflamatória e analgésica, capazes de reduzir várias inflamações e atenuar a dor. Desta forma o tamarindo auxilia no tratamento da gota, da artrite, das dores de cabeça, irritações nos olhos e várias condições reumáticas.

Melhora a função digestiva: O tamarindo contém enzimas que melhoram a digestão e estimulam a actividade da bílis. Acresce aínda das vantagens da fibra que similarmente ajuda a digestão e melhora a saúde do aparelho digestivo no geral. Como é considerado um laxante natural o tamarinho melhora os quadros de prisão de ventre. em contrapartida a acção da fibra  ajuda igualmente a reduzir a perda de fezes, sendo útil contra a diarreia cronica.

Melhora a saúde cardiovascular: Dentro dos vários benefícios do tamarindo, destaca-se também a sua acção cardioprotetora. Alguns estudos têm referenciado o tamarindo como um adjuvante na redução do colesterol e da pressão alta, dois factores de risco directamente ligados às doenças cardíacas.

Melhora a função nervosa: O fruto é rico em vitaminas do complexo B, mais especificamente a vitamina B1, que é reconhecida pela sua acção benéfica na função nervosa e que também contribui com a saúde dos músculos e do coração.

Ajuda a perder peso: Sabe-se que o tamarindo é uma boa fonte de fibras, que contribuem com a sensação de saciedade e controle do apetite. Além disso o fruto é rico em ácido hidroxicítrico, que está associado à inibição de uma enzima que leva ao armazenamento de gordura, contudo é de salientar que são necessárias mais pesquisas cientificas para comprovarem totalmente este facto.

Curiosidades sobre o tamarindo


Comforme já foi dito acima, o tamarindo é o fruto do tamarindeiro e não é o único que oferece benefícios, as folhas da árvore são identicamente de grande importância à saúde, especialmente na redução do colesterol e na prevenção da placa nas artérias. São utilizadas sob a forma de infusão à razão de uma colher de sopa de folha seca para 300 ml de água. O procedimento é igual a outras infusões, coloca-se a água a ferver, desliga-se e coloca-se as folhas la dentro e deixa-se em repouso por alguns minutos. Divida a toma da bebida ao longo do dia, 100 ml de manhã, outra dose à tarde e finalmente a ultima à noite.

O tamarindo têm uma leve acção fluidificante no sangue, como tal o seu consumo excessivo requer algum cuidado nas pessoas que padecem de problemas de coagulação do sangue. Este cuidado alonga-se a pessoas que tomam aspirina ou outros medicamentos que promovem a diluição do sangue.

O tamarindo ajuda a reduzir a pressão alta, de modo que deve ser consumido com algum cuidado por pessoas que sofrem de pressão baixa.
O fruto contém inúmeros benefícios para a saúde, sendo utilizado em remédios fitoterapeutas.

30.8.17

Xarope de cenoura

Xarope de cenoura caseiro

O xarope de cenoura é uma mesinha do tempo das avós, um xarope caseiro que era feito com o intuito de aliviar a tosse dos bebés. Este xarope de cenoura é um excelente remédio natural, uma grande ajuda em diversos distúrbios respiratórios, que pode ser consumido tanto por crianças tanto por adultos.

Porque é que este xarope de cenoura é tão bom?


Antes de mais, é preciso ter em conta que a tosse não é a inimiga, ela é uma reacção do nosso organismo e têm como função a eliminação de agentes irritantes e prejudiciais. Como tal a nossa preocupação deve concentrar-se no alivio a irritação, na limpeza das vias aéreas e na suavização dos canais. E é precisamente nisso que o xarope de cenoura caseiro é bom.

Possui propriedades expectorantes e antioxidantes, que ajudam a aliviar e a eliminar as irritações que provocam a tosse.
Alivia os sintomas da gripe, constipações e resfriados, promovendo o alivio do congestionamento das vias respiratórias.
Ajuda a eliminar secreções, o catarro do nariz, da garganta e dos pulmões.
Detém propriedades suavizantes, que ajudam a amaciar os canais.
É um remédio totalmente natural sem adição de substancias químicas.
A cenoura detém propriedades medicinais importantes que fazem dela uma boa aliada nos tratamentos dos problemas pulmonares e respiratórios. Leia: Benefícios da cenoura

Como fazer o xarope de cenoura caseiro


Xarope de cenoura para adultos:
1 cenoura
2 colheres de sopa de açúcar
Sumo de meio limão
1 colher de sopa de mel
 Coloque as rodelas de cenoura num frasco de vidro.
Cubra-a com o mel, o sumo de limão e o açúcar amarelo.
Deixe a macerar por 24 horas com o frasco destapado.

Xarope de cenoura para bebés:
1 cenoura cortada em rodelas finas
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
 O xarope de bebé é feito do mesmo modo, mas apenas com os dois ingredientes indicados. As crianças com idade inferir a um ano não podem consumir mel. O mel pode conter vestígios da bactéria clostridium botolinum e provocar o botulismo infantil. As crianças pequenas não têm o sistema gastro intestinal completamente desenvolvido e são mais sensíveis e vulneráveis a este bacilo.

Posologia:

As crianças devem tomar uma colher de sopa três vezes ao dia. Nos adultos recomenda-se a toma de duas colheres de sopa três vezes ao dia. O xarope poderá ser utilizado enquanto os sintomas de tosse e catarro persistirem, contudo é de ter em conta que a tosse e o catarro podem implicar algo mais sério, por conseguinte o xarope de cenoura é apenas um adjuvante e nunca deve descartar uma ida ao médico.

Curiosidades sobre o xarope de cenoura


Na antiga Roma o xarope de cenoura era dado aos soldados, quando eles apresentavam sintomas de tosse e catarro, ou outras patologias respuratorias.

O xarope deve ser tomado com alguma moderação, pois contém açúcar, por tal é contra indicado a diabéticos.
LinkWithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...